ADVETORIAL
Post

Neste domingo, dia 21 de abril, Yasmin Gabrielle Amaral, uma jovem de 17 anos, tirou a própria vida. Vivendo bons momentos ao lado do apresentador Raul Gil, a jovem deixou o coração do famoso pesado com o acontecimento.

Yasmin acabou sendo conhecida no programa de Raul Gil por suas exibições melódicas. Ela chegou a chamar o apresentador de 'Vovô Raul' durante sua passagem pelo programa.

As informações sobre o falecimento do jovem foram afirmados pela família e amigos de Yasmin Gabrielle, que sentem o acontecimento. Como indicado por eles, ela sofria da “doença do século”: depressão.

Entenda a morte da jovem Yasmin Gabrielle

No Facebook, muitas pessoas perto de Yasmim prestaram homenagem a ela. “Você sabe o que é depressão? Para quem não têm a menor ideia ou acha que sabe o que é, ela é uma doença intensa que influencia mental e física em indivíduos”, diz Luis Gabriel, um amigo de Yasmin Gabrielle.

- Diferentes amigos da jovem também lamentaram o que ocorreu. "Eu não posso aceitar que você se foi", disse um deles. Outro também se expressou: “Hoje Deus te levou para perto dele. Descanse em paz".

- A aparição de Yasmin Gabrielle na TV foi em 2017. Em 2012, Gabrielle perdeu sua mãe. Muito de sua trajetória poderia indicar a presença da doença, que precisa ser publicamente falada em todos os espaços.

Conheça a depressão que levou Yasmin Gabrielle

As mulheres, como Yasmin Gabrielle, são quase duas vezes mais propensas a serem afetadas pela depressão do que os homens.

Alguns profissionais sugerem que talvez isso se deva ao fato de as mulheres terem um número maior de fatores contribuintes na vida resultantes dos muitos papéis que podem desempenhar: esposa, mãe, amiga, funcionária...

- Cada papel em si é bastante complexo e pode causar muitos altos e baixos. Outros sugerem que isso pode acontecer devido a explicações biológicas, incluindo predisposições genéticas ou níveis de hormônios flutuantes.

  • Segundo a Organização Mundial da Saúde, cerca de 350 milhões de pessoas sofrem de depressão em todo o mundo.
  • A National Health mental Association afirma que cerca de um em cada oito mulheres experimentam sintomas de depressão em algum momento durante a sua vida.
  • Menos da metade das pessoas com depressão recebem tratamento adequado.
  • Como a prevalência da depressão é tão alta e grave, é importante estar ciente dos principais sinais de depressão. O primeiro passo para combater qualquer desordem é aprender sobre seus sintomas.

Sinais de depressão nas mulheres

A depressão pode ser considerada de leve a moderada, com sintomas que incluem baixo apetite, dificuldade para dormir, falta de interesse em atividades diárias e pensamentos recorrentes de suicídio ou morte.

Além desses sentimentos avassaladores, existem vários outros sintomas de depressão. O caso de Yasmin Gabrielle é um caso triste que deve levantar uma discussão mais profunda sobre o assunto, ajudando a outras pessoas.